jogatina

Estação de Apoio Antártico em Rio Grande (ESANTAR-RG)

A ESANTAR-RG é responsável pela guarda, manutenção e distribuição de equipamentos e vestimentas especiais, suprimento de gêneros e materiais dereposição da EACF. Promove, ainda, as facilidades portuárias e aeroviárias para os Navios de Apoio e os Hércules C-130, que se dirigem Antártica.

A Estação de Apoio Antártico localizada no município do Rio Grande (RS) - ESANTAR-RG é fruto de uma parceria entre a Comissão Interministerial para os Recursos do Mar - CIRM, e a Universidade Federal do Rio Grande - FURG.

Em atividade há mais de 28 anos, desde 02 de dezembro de 1983, quando foi inaugurada, a ESANTAR-RG presta apoio logístico às expedições antárticas vinculadas ao Programa Antártico Brasileiro – PROANTAR.

Rio Grande é a cidade mais austral do país e conta com um porto marítimo de grande porte, local estratégico para abastecimento dos grandes navios do PROANTAR (hoje principalmente o Navio de Apoio Oceanográfico Ary Rongel – H44, e o Navio Polar Almirante Maximiano – H41).

As Operações Antárticas - OPERANTAR são anuais, e tem início, normalmente, entre os meses de outubro e novembro, com a ida dos navios de apoio, que saem do Rio de Janeiro rumo ao continente gelado. Rio Grande é a última parada das embarcações no Brasil, onde o abastecimento é feito pela ESANTAR-RG. Dentre as atribuições desta Estação de Apoio consta a guarda, manutenção, aquisição, distribuição e controle de materiais enviados para a os navios, refúgios, acampamentos e para a Estação Antártica Brasileira Comandante Ferraz. Este material inclui vestimentas especiais, veículos para uso no gelo, materiais para acampamento e alpinismo (barracas, geradores, lonas, estacas), gêneros alimentícios, medicamentos, e outros mantimentos.

Além do envio dos dois navios, periodicamente ocorrem voos de apoio, resultado de uma parceria entre a CIRM e a Força Aérea Brasileira – FAB, normalmente totalizando 10 voos por ano, mais concentrados nos meses do verão austral. Nestes voos, realizados ao longo do ano, a ESANTAR-RG envia mais material para os grupos de pesquisa que estão na Antártica e, também, disponibiliza vestimentas para os grupos que visitam a região, como, por exemplo, parlamentares, jornalistas, militares, e diversas autoridades, assim como os pesquisadores que se revezam nos diversos pontos de trabalho.

Os voos da Força Aérea Brasileira são atendidos na cidade de Pelotas, vizinha a Rio Grande, que possui um aeroporto internacional, cuja pista comporta a aterrissagem e decolagem dos grandes aviões C-130 “Hércules”, e os novos C-99 Embraer, da FAB. Assim, a ESANTAR-Rio Grande atende a todas as operações desde o Sul do Brasil, tornando-se um braço operacional fundamental no setor de Logística do PROANTAR.

A ESANTAR é responsável pela guarda, manutenção e distribuição das vestimentas

 

OPERANTAR em números...

Cada OPERANTAR apoia cerca de 200 pesquisadores, além de militares e convidados. Todas as pessoas que vão à Antártica recebem uma sacola com um conjunto de roupas e calçados apropriados para tarefa que vão desempenhar. Cada um desses conjuntos se chama “andaina”.

Estima-se que, de 2003 até o presente, aproximadamente 8.000 andainas foram enviadas para a Antártica pela ESANTAR-RG.

Para se ter noção da logística executada pela ESANTAR RG, em relação à carga, na Operantar XXX (2011/2012), por exemplo, foram embarcados 51.947 kg de carga, e 993 andainas (até o 7° voo de apoio), distribuídos entre Coordenadores Embarcados nos navios, Pilotos, Arsenal de Marinha do Rio de Janeiro – AMRJ, Estação Antártica Comandante Ferraz – EACF, e professores responsáveis por projetos em desenvolvimento na Antártica.

 

Estação de Apoio Antártico no Rio de Janeiro (ESANTAR-RIO)

A ESANTAR-RJ é responsável pela movimentação de cargas na cidade do Rio de Janeiro; carregamento dos Navios e dos Voos de Apoio Logístico; pré-seleção do GB e Treinamento Pré-Antártico; cursos pós-seleção do GB; e apoio às Equipes de Coordenação de Voo

A Estação de Apoio Antártico no Rio de Janeiro – ESANTAR RIO foi criada em março de 2009 com o proposito inicial de apoiar as equipes de voo (ECV) e atividades de militares no Rio de Janeiro. Está localizada no interior do Complexo de Abastecimento da Marinha no Rio de Janeiro, na Avenida Brasil.

Com o passar do tempo assumiu a responsabilidade pela execução das atividades logísticas que ocorressem no Rio de Janeiro. Passou, também, a realizar a coordenação e execução do Processo Seletivo de Grupo-Base (SGB) e do Treinamento Pré-Antártico (TPA).

Suas principais atribuições são:

  • Assessorar o Subsecretário para o PROANTAR no processo logístico ao qual tem responsabilidade;

  • Coordenar, acompanhar e controlar a movimentação de cargas do PROANTAR, no Rio de Janeiro;

  • Executar, em coordenação com a Divisão de Logística (SECIRM-22), o carregamento dos navios e dos voos de apoio logístico que partem do Rio de Janeiro com destino à Antártica, em apoio ao PROANTAR;

  • Executar, em coordenação com a Divisão de Logística (SECIRM-22), o descarregamento dos navios e dos voos de apoio logístico que retornam da Antártica, em apoio ao PROANTAR;

  • Planejar e conduzir o processo de seleção de pessoal para os Grupos-Base (GB) da EACF a fim de subsidiar as propostas de GB;

  • Planejar e conduzir o ciclo de cursos pós-seleção dos GB;

  • Planejar e conduzir, em coordenação com as demais Divisões do PROANTAR, o Treinamento Pré-Antártico (TPA) para os participantes das Operações Antárticas e os candidatos a componentes dos GB;

Atividades realizadas durante um Treinamento Pré-Antártico (TPA)

  • Apoiar as Equipes de Coordenação de Voo (ECV) nas tarefas a serem realizadas no Rio de Janeiro;

  • Acompanhar o processo de aquisição e coordenar o recebimento de material relativo ao pedido anual da EACF;

  • Indicar o Encarregado da Carga dos Voos de Apoio de forma a receber, preparar e fazer chegar a seu destino toda a carga prevista, em coordenação com a Divisão de Logística (SECIRM-22), ESANTAR RG e a EACF (SECIRM-24);

  • Executar, em coordenação com a Divisão de Logística (SECIRM-22), a distribuição de toda carga oriunda da Antártica: EACF (SECIRM-24), NApOc Ary Rongel, NPo Maximiano, EsqdHU-1 e projetos de pesquisa;

  • Apoiar militares da SECIRM, quando em tarefas a serem realizadas no Rio de Janeiro;

  • Manter as instalações existente no RJ (Prédio Principal e “Gaiolão);

  • Acolher o Grupo Base até seu deslocamento para EACF (SECIRM-24);

  • Propor ao Ordenador de Despesas o reparo ou destinação contábil de itens de material oriundos da EACF (SECIRM-24), em coordenação com a Divisão de Logística (SECIRM-22);

  • Implementar as atividades de Segurança Orgânica, na ESANTAR-Rio, de acordo com o PSO da Base de Abastecimento da Marinha no Rio de Janeiro (BAMRJ).

jogatina Mapa do site